Vinícola Santa Rita

Já dizem os chilenos: se no bebes vino, a que vino? Não tem como ir à Santiago e não pensar em vinho. Vem ver como foi a nossa visita à Vinícola Santa Rita – uma viña histórica, linda e produtora de um dos meus vinhos favoritos da vida!

COMO É A VISITA À VINÍCOLA SANTA RITA

Vinícola Santa Rita

A vinícola fica em uma propriedade com mais de 1.000 hectares de parreiras, em torno de 1h30 de Santiago. As uvas produzidas são, em sua maioria (40%) da variação cabernet sauvigon e seu solo seco, pedregoso e com boa drenagem garantem um bom terroir.

Vinícola Santa Rita

CONHECENDO A PRODUÇÃO

Vinícola Santa Rita

O passeio começa num local onde podemos ver como é a parreira de cada tipo de uva e uma visão geral dos vinhedos – que mesmo no inverno são lindos demais; logo após, somos levados à área de fermentação das uvas – para o vinho tinto, é utilizada nas serpentinas água quente entre 20 e 25 graus; para vinhos brancos, a temperatura gira em torno de 10 a 12 graus.

Vinícola Santa Rita

Os barris utilizados pela Vinícola Santa Rita são de carvalho francês e americano – a porosidade do francês é menor, o que garante uma oxigenação mais lenta e um vinho melhor, com mais estrutura e taninos elegantes, mais aveludados. Já o carvalho americano, com uma porosidade maior, produz vinhos com mais oxigênio, com taninos mais duros e uma sensação mais seca, mais amarga, mais ácida.

Vinícola Santa Rita

Os vinhos Reserva são guardados de 6 a 12 meses; os vinhos Gran Reserva envelhecem de 10 a 14 meses e finalmente, os vinhos Premium, que são guardados acima de 15 meses. A Vinícola Santa Rita, atualmente, produz cerca de 80 milhões de garrafas por ano e é uma das principais exportadoras de vinho para o Brasil! 🙂

UM POUCO DE HISTÓRIA 

Vinícola Santa Rita

A primeira adega da vinícola data de 1880, chamada de ‘adega cal y canto‘ e desde 1972 ela é tombada como patrimônio histórico. Nela o visitante consegue abrir alguns barris e cheirar o conteúdo e identificar os aromas que cada carvalho possui, uma experiência incrível!

Vinícola Santa Rita

A próxima parte do tour é feita em uma salinha com uma pequena encenação. Em 1814 um grupo de soldados favoráveis à independência procurou abrigo na Hacienda de Paine. Donã Paula, defensora do movimento e sabendo da proximidade dos espanhóis, protegeu os 120 soldados e seus 120 cavalos feridos no porão da fazenda, salvando muitas vidas. Não é à toa então que uma das principais linhas da Vinícola Santa Rita é o rótulo 120, uma homenagem aos soldados e à bravura de Paula!

DEGUSTAÇÃO DE VINHOS NA VINÍCOLA SANTA RITA

Vinícola Santa Rita

O tour que fechamos com a Chile Já foi o Tour Classic, que dava direito à degustação de 3 vinhos – sendo um deles reserva – e de quebra, ganhamos a taça de brinde! 

Vinícola Santa Rita

A degustação acontece num galpão histórico, local onde os famosos 120 soldados se abrigaram durante a guerra civil no Chile. Nossa guia era uma brachilena super gente boa – que sabia muito sobre vinho e todo o processo de fabricação.

Nos reunimos em torno de uma ilha, e enquanto ela ia explicando as características de cada vinho, nós podíamos apreciar as garrafas históricas e super reservadas da vinícola.

Vinícola Santa Rita

O primeiro vinho que provamos foi o Sauvignon Blanc do label 120, da safra de 2017. Ela nos explicou que vinhos brancos costumam ser mais jovens, com no máximo 3 safras de ‘idade’ e são envasados em garrafas mais ‘fáceis’ com tampa de rosca ao invés de rolha – são vinhos de consumo rápido, que não costumam envelhecer muito em suas garrafas.

Nele pudemos perceber notas de abacaxi, melão e maracujá, harmoniza bem com pescados em geral, e juro – virou meu favorito da vida! No Brasil, depois da viagem, já bebi 2 garrafas dele, de tão bom e fresco que ele é! 😀

Vinícola Santa Rita

A segunda prova foi um SR Reserva, com uvas Cabernet Sauvignon, envelhecido por 8 meses em barris de carvalho americano, safra de 2017. Esse vinho, como a guia nos explicou, tem taninos mais maduros e isso era claramente notável no paladar: o after-taste dele era um tanto forte, com aquela sensação de ‘amarrar’ a boca, ele não descia tão redondo. Esse vinho tinha notas de frutas vermelhas bem presentes e harmonizava com carnes vermelhas, presuntos e salames.

Vinícola Santa Rita

A terceira e última prova foi um Carménère da safra de 2016, do Vale do Colchagua. Ele foi envelhecido por 16 meses e descia mais ‘redondo’, o paladar era mais suave e ao mesmo tempo bem marcante – dá pra entender?!

Os taninos dele eram mais elegantes – o que nos dava a sensação de ser um vinho mais fácil de beber. Ele possuía notas de chocolate amargo e harmonizava com massas e queijos mais fortes.

Vinícola Santa Rita

 

Leia também: roteiro de 7 dias em Santiago e arredores

 

QUANTO CUSTAM OS TOURS NA VINÍCOLA SANTA RITA?

Vinícola Santa Rita

Fizemos esse passeio com a Chile Já – a agência parceira nessa nossa viagem maravilhosa ao Chile – e os preços do tour começam em 30.000. Esse valor inclui o transfer ida e volta, na porta do seu hotel e o Tour Classic (com direito à 3 vinhos degustados e a taça de brinde).

Caso te interesse, você pode fazer um upgrade para os outros tours da Vinícola, como o que inclui provinhas de queijos ou o Pedal Bar – veja nesse post do Trilhas e Aventuras como é a experiência.

COMPRANDO VINHOS NO CHILE

Vinícola Santa Rita

Nosso passeio foi finalizado na lojinha da vinícola, um espaço super bonitinho e com vinhos de diversas faixas de preço. Quem volta do Chile com vinho, pode levar até 4 garrafas na mala de mão e até 12 garrafas na mala despachada, totalizando até 16 litros de vinho – limite permitido pela Receita Federal.

Vinícola Santa Rita

Mesmo com o Real desvalorizado, à época que viajamos estava valendo a pena trazer vinhos do Chile – a garrafa do Sauvignon Blanc 120 estava custando 3.000 pesos (em torno de R$18) e o Reserva da degustação custou 8.000 pesos (R$38). Os preços desses mesmos rótulos no Brasil, 15 dias depois, eram R$48 e R$96 respectivamente.

A lojinha possuía caixas próprias para vinhos, bem como utensílios para os pseudo-sommeliers como eu, e até uma linha de wine spa (com shampoos, condicionadores, hidratantes).

Vinícola Santa Rita

 

Nossa visita à vinícola Santa Rita foi super interessante e bastante educativa – aprendemos muito sobre o processo de fabricação dos vinhos e sobre a história da viña. Acredito que mesmo quem não seja um eno-entusiasta o passeio super vale a pena! 🙂

 

Este tour – bem como todos em Santiago do Chile – foi feito em parceria com a agência Chile Já porém toda e qualquer informação que você lê aqui no blog é 100% autêntica, verdadeira e honesta. Prezamos sempre pela transparência e sinceridade com o nosso público!

 

AJUDE A MANTER O BLOG 🙂

Fazendo suas reservas através dos parceiros do blog você nos incentiva a continuar produzindo um conteúdo bacana, de qualidade e gratuito cada vez mais atualizado, sem ter qualquer custo extra por isso! Então, bora reservar? o/

 Hospedagem: R$50 de crédito no Booking.com e R$130 de crédito no AirBnB
Seguro Viagem: 5% de desconto no Seguros Promo, Mondial Seguros e Real Seguro
 Aluguel de carro sem IOF: RentCars
 Chip internacional 4G ilimitado: EasySim4u
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Passeios e ingressos: Get Your Guide

About

Sou carioca, tenho 30 anos e junto com meu marido Leandro já visitei 24 países e mais de 101 cidades. Trabalho com produção de eventos e tenho verdadeira paixão por viajar, conhecer novas culturas e compartilhar experiências!

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *