O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

No finalzinho de Janeiro de 2017 eu e Leandro viajamos para a Rússia. Confesso que o país não fazia parte do planejamento inicial da nossa viagem, mas quando pesquisei um pouco sobre Moscou e São Petersburgo, comecei a me interessar cada vez mais pela cultura e belezas de lá. Uma coisa já te digo de imediato: 3 dias não são suficientes pra conhecer a cidade incrível que é Moscou! Então separe no mínimo 4 dias inteiros para a cidade e vem comigo ver o que fazer em Moscou! 🙂

O QUE FAZER EM MOSCOU

1. SE MARAVILHAR COM A PRAÇA VERMELHA

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Com certeza ao lugar mais emblemático da cidade. Você vai passar diversas vezes por lá e ainda assim vai olhar com uma cara abobada e descobrir alguma coisinha que não tinha visto antes. A praça separa a cidadela real, conhecida como Kremlin, do bairro histórico de Kitay-gorod e pode ser considerada a praça central de toda a cidade e da Rússia também. Muitos pensam que seu nome se dá pelos tijolos vermelhos das construções, mas é uma confusão comum: a palavra russa красная (krasnaya) pode significar tanto “vermelho” como “bonito”. O nome original da praça era “Praça Bonita”, devido à Catedral de São Basílio.

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Ao redor da praça você pode encontrar muitos dos cartões-postais da cidade: a Catedral de São Basílio, de origem ortodoxa; o complexo do Kremlin e o Mausoléu de Lênin. Lá temos também o Museu Histórico do Estado e o GUM de Moscou, que falamos mais abaixo. Nos meses de inverno ainda encontramos por ali um rinque de patinação e uma feirinha de Natal lindinha, cheia de barraquinhas com souvenires e coisas fofas, além de comidinhas típicas! Uma delícia!

2. VISITAR A CATEDRAL DE SÃO BASÍLIO

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

A Catedral de São Basílio é uma catedral ortodoxa russa erguida entre 1555 e 1561. Certamente era a imagem que vinha na minha cabeça quando eu pensava Rússia! Ela foi construída sob a ordem de Ivã IV (O Terrível) da Rússia, para comemorar a captura de Kazan e Astracã, e na verdade é um pequeno complexo de 10 capelas, cada uma dedicada a cada um dos santos em cujo dia o Czar ganhou uma batalha. Os russos contam a lenda de que ela é tão bela, que Ivã IV ordenou que cegassem o arquiteto, Postnik Yakovlev, para que ele não construísse nada tão belo quanto a catedral!

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Como parte do programa de considerar o estado ateu, a igreja foi confiscada da comunidade ortodoxa russa como parte das campanhas antiteístas da União Soviética e atua como uma divisão do Museu Histórico do Estado desde 1928.

3. CONHECER A CULINÁRIA LOCAL

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Uma das coisas que mais me deixou ansiosa pra conhecer na Rússia era a comida local! Aqui no Brasil temos uma versão tupiniquim do stroganoff que eu adoro, mas admito, a versão de lá é tão boa quanto a nossa! A receita original remonta ao século XIX e foi feita por um chef francês; a versão russa não leva cogumelos nem tomate, por exemplo, e sim sour cream, carne e mostarda.

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Provamos tambpem o maaaaaravilhoso Frango Kiev, que é essa bolinha empanada aí de cima. Ô delícia viu? Comi duas vezes, de tanto que gostei! O prato nada mais é que peito de frango desossado e recheado, que depois é frito e fica com essa cara linda! O frango pode ser recheado com manteiga de alho, ervas, presunto, salmão, queijo, entre outros; o mais comum é manteiga de ervas, pelo que notei nos cardápios de lá.

De acompanhamentos vemos muito purê de batatas e até caviar. Que aliás também é uma comida muito típica da Rússia. Experimentamos dois tipos, o Beluga que é o mais caro e o vermelho, que veio acompanhando um dos pratos do Leandro. Comemos também blinis, que são como panquecas fininhas que podem ter recheio doce ou salgado; pelmeni (que parece muito com um capelletti) que leva bastante recheio; draniki, que é uma panqueca fritinha de batatas.

Um almoço em especial marcou muito a viagem pra mim (e tava tão bom que nem foto eu tirei!): fomos à um restaurante de comida georgiana, o Restaurante Khachapuri. O almoço na verdade se baseou em várias mini porções de cada coisa, pra gente poder experimentar tudo! Super recomendo!

4. FAZER UM TOUR GUIADO NO TEATRO BOLSHOI

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Tentamos, tentamos e não conseguimos. Depois de começar a planejar a viagem cismei que precisava assistir à algum espetáculo no Teatro Bolshoi. Mas nos dias em que estávamos na cidade tinha ópera somente em um deles e já estava esgotada. Então, a regra aqui é: se você realmente quer assistir algo no Bolshoi, procure com antecedência, algo como 4 meses!

Sem conseguirmos assistir algo, optamos então por fazer o tour guiado. Ele é feito às segundas, quartas e sextas e tem duração de uma hora. O tour em russo começa às 11h10 e o em inglês, às 11h15. O custo é de 1.300 RUB (em torno de R$75) e o ticket só pode ser comprado direto no edifício histórico do Teatro, na porta de número 12.

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

O Teatro foi inaugurado em 20 de Outubro de 1856, no dia da coroação do czar Alexandre II, e já foi palco de diversas estreias importantes, como o Lago dos Cisnes. No tour passamos por várias salas e locais interessantes, como o palco principal e os andares de plateia, onde também podemos ver de pertinho o camarote real. Passamos também pelo salão nobre, onde pessoas importantes da sociedade internacional ainda são recebidas, e uma ala muito legal onde temos em exibição algumas roupas, partituras e itens usados na cenografia dos espetáculos.

 

Veja também: Quanto custa viajar para Moscou?

 

5. PASSEAR PELO GUM

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

O GUM, ou ГУМ como ele é escrito por lá, é um shopping enorme que faz parte da Praça Vermelha. Na antiga União Soviética servia como principal loja de departamento em muitas cidades, conhecidas como Lojas de Departamento estatais. Entre 1921 e 1928, a GUM operou como uma loja-modelo de varejo para consumidores em toda a Rússia, independentemente de classe, gênero ou etnia.

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Em maio de 2005, uma cota de mais 50% foi vendida à Bosco di Ciliegi, um distribuidor russo de produtos de luxo e operador de butiques, que hoje em dia toma conta – literalmente – do shopping. Lá dentro você consegue encontrar lojas de todo o mundo – Calvin Klein, Dior, Hermés, mas também encontra o Café Bosco, o Bosco Bistrô, a sorveteria Bosco. Aliás, não deixe Moscou sem provar os sorvetinhos da Bosco. Além de absurdamente baratos – coisa de R$1 – eles são imensamente deliciosos, com gosto de chocolate mesmo, de fruta mesmo! Comemos muitas vezes, mesmo lá fora marcando -20ºC! 😀

6. VISITAR O BUNKER DE STALIN

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!
Imagem: Bunker 42

Taí um arrependimento que temos da viagem à Moscou: não tivemos tempo de encaixar esse passeio que deve ser incrível! Na época em que fomos as informações sobre esse passeio eram muito escassas na internet, então acabei desistindo por preguiça mesmo. Mas não faça igual a mim – tire um tempinho para visitar o headquarter de Stalin na época da União Soviética.

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!
Imagem: Bunker 42

O passeio é feito 65 metros abaixo do nível da terra, e pode ser feito de diversas maneiras. Clique aqui para ver cada tour e seus valores, que vão de 2.000 RUB até 35.000 RUB. O bunker, que é hoje é um Museu da Guerra Fria, servia como abrigo antiaéreo em caso de ataques nucleares e dizem que há até uma simulação dos sons e luzes que eram emitidos no caso de um ataque real! 😀

A Fernanda, do Vontade de Viajar, conta aqui como foi o tour dela por lá!

7. FAZER UM PASSEIO PELO KREMLIN

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Uma confusão comum quando se fala no Kemlin é que ele é apenas um edifício. Na verdade, o Complexo do Kremlin de Moscou compreende cinco palácios, quatro catedrais e uma muralha com torres. É, atualmente, a residência do presidente, Vladmir Putin. O nome Kremlin significa “fortaleza dentro de uma cidade” e muitas vezes também é usado para se referir ao governo da Federação Russa.

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

A visita ao complexo pode ser feita de algumas formas – você na verdade escolhe quais museus/catedrais quer visitar. Os preços e horários de cada atração podem ser consultados aqui. Visitamos o complexo arquitetônico das Catedrais (500 RUB – entramos em todas, mas fotos não são permitidas nelas) e o Arsenal (700 RUB). Não visitamos a parte que tem jóias, ele estava fechado para restaurações.

8. VISITAR O MUSEU DA COSMONÁUTICA

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Erguido aos pés do Monumento aos Conquistadores do Espaço Museu da Cosmonáutica é um lugar muito bacana e pouco explorado pelos turistas, ao meu ver. Inaugurado em 10 de Abril de 1981, o dia em que se comemorava os 20 anos da primeira incursão de voo espacial com tripulação.

A exposição do museu mostra uma retrospectiva sobre como a ciência espacial soviética evoluiu à partir dos primeiros satélites artificiais, posteriormente seguidos pelo primeiro voo espacial tripulado, àss primeiras caminhadas espaciais, os programas de exploração da Lua e do sistema solar e os programas internacionais de pesquisa espacial.

O que fazer em Moscou: 8 dicas imperdíveis!

Nele você consegue ver protótipos de satélites, de cápsulas e aeronaves espaciais e até alguns animais empalhados, como a primeira cachorrinha a ser enviada ao espaço, Strelka. Vale muito a pena a visita, se você se interessa pelo assunto!

Pagamos 250 RUB pela entrada, 230 RUB pela permissão de fotografia e 150 RUB pelo audioguide, que valeu bastante a pena.

 

Bom, essas são só algumas das muitas coisas legais na capital russa! A cidade é repleta de lugares interessantes, restaurante deliciosos, parques lindos e museus ótimos, então não vai faltar o que fazer em Moscou!

E você, já viajou à cidade? Curtiu alguma coisa lá que faltou aqui na minha listinha? 😀

 

AJUDE A MANTER O BLOG 🙂

Fazendo suas reservas através dos parceiros do blog você nos incentiva a continuar produzindo um conteúdo bacana, de qualidade e gratuito cada vez mais atualizado, sem ter qualquer custo extra por isso! Então, bora reservar? \o/

 Hospedagem: Booking.com e AirBnB
Seguro Viagem: Seguros Promo e Real Seguro
 Aluguel de carro sem IOF: RentCars
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Passeios e ingressos: Get Your Guide

About

Sou carioca, tenho 32 anos e junto com meu marido Leandro já visitei 24 países e mais de 120 cidades. Trabalho com produção de eventos e tenho verdadeira paixão por viajar, conhecer novas culturas e compartilhar experiências!

You may also like

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *