Dicas práticas do Egito

Depois de publicar nosso roteiro de 3 dias no Cairo, resolvi fazer um compilado de dicas práticas do Egito aqui pro blog. São dúvidas que muitos turistas têm que vão desde o visto até hábitos como a comida e água do país, e que na época que estava pesquisando não encontrei muita informação sobre.

Então aqui nesse post vou falar sobre as 10 sacadas mais importantes na hora de planejar a sua tão sonhada viagem ao Egito! Vem comigo 🙂

DICAS PRÁTICAS DO EGITO

 

CONTRATE UM GUIA EGIPTÓLOGO

dicas práticas do egito

Primeira coisa a ser dita: acho imprescindível fazer os passeios no Cairo com um guia egiptólogo. É tanta, mas tanta informação em cada canto visitado que a gente pode acabar confuso e até sem saber de algumas coisas importantes, mas que fogem dos livros e guias escritos.O nosso pacote para o Egito foi contratado pela Hórus Viagens e incluía em todos os passeios e saídas um guia egiptólogo que falava português.

Então em cada parada, fosse monumento ou museu, ele explicava muita coisa, desde história à curiosidades. Em especial, nosso guia Abdel Nabi do Cairo, foi um querido! Ficamos os 3 dias com ele lá, e conversávamos sobre tudo, desde culturas, viagens, famílias, tudo mesmo! Foi maravilhoso e eu recomendo de verdade contratar, para que vocês aproveitem o melhor do Cairo em 3 dias.

 

O VISTO E A IMIGRAÇÃO

dicas práticas do egito

Pesquisando sobre o visto antes da viagem me deparei com muitas informações desencontradas na internet até finalmente pedir ajuda à Michelle, da Hórus Viagens. Existe a opção de solicitar o visto ainda aqui no Brasil, mas não é necessário – lá o sistema é de Visa on arrival, ou seja, quando você chega ao aeroporto você dá entrada, paga e obtém seu visto em questão de minutos!

Tivemos uma ajudinha do Mostafa, nosso guia, porém mesmo que você viaje sozinho o processo é super tranquilo – chegando na área de imigração você verá um guichê escrito VISA e aí é só solicitar seu visto de entrada única com validade de 30 dias e pagar a taxa de U$25 por pessoa, pegar o visto – que nada mais é que um adesivo como o da foto acima – e colar no seu passaporte e pronto – bem vindo ao Egito 😀

 

E A VACINA DA FEBRE AMARELA?

dicas práticas do egito

Segundo a OMS a vacina da febre amarela é obrigatória no Egito e o certificado de vacinação internacional pode ser pedido na sua chegada ao país. Na prática isso funcionou um pouco diferente pra nós – nós tomamos a vacina uns 20 dias antes da viagem (ela hoje tem validade vitalícia) e emitimos o CIVP logo em seguida com ajuda desse post completinho do Viaje na Viagem.

Até aí tudo bem, só que em nenhum momento nos foi pedido o certificado – nem na chegada ao Cairo, nem em nenhum dos aeroportos que passamos, como Aswan e Hurghada. Mas não dá pra contar com a sorte né? O correto e indicado por nós é tomar a vacina sim e ir com o certificado junto do passaporte, para o caso dele ser solicitado!

 

A COMIDA NO EGITO

dicas práticas do egito

Uma das minhas maiores preocupações nessa viagem era em relação à comida – e a higiene empregada no preparo dela. Mesmo falando somente sobre as comidas de restaurantes, hotéis e do cruzeiro que frequentamos acho legal dizer que a comida no Egito é bastante saborosa, bem feita e bem preparada.

Não comemos em barraquinhas de rua – por medo mesmo – mas tanto nos restaurantes comuns de shopping, quanto no cruzeiro e nos hotéis a comida foi sempre muito boa. Vimos muito hummus – pasta de grão de bico – com pão pita, pescados – principalmente em Alexandria e em Hurghada – comemos bastante kaftas e arroz com canela, sempre acompanhados de vegetais. Em relação à água, mesmo a água de lá sendo considerada 100% potável, preferimos beber sempre de garrafas lacradas, pra não correr nenhum risco de contaminação e aquela terrível dor de barriga que a acompanha 😀 

 

QUE MOEDA LEVAR

dicas práticas do egito

Outro detalhe importante que eu não cheguei a ler em outros blogs é a questão do dinheiro. Pelo que reparei, não existem muitas casas de câmbio confiáveis no Cairo, e nós havíamos levado dinheiro em dólares, trocados aqui no Brasil. Ou seja, nosso guia gentilmente se ofereceu à pagar muitos gastos nossos, em libras egípcias, já que não havíamos trocado o dólar.

Claro que nós reembolsamos ele depois, mas acho que é mais confortável e independente ter seu próprio dinheiro, até pra poder controlar seus gastos. Então a dica aqui é deixar pra levar poucos dólares e sacar o restante lá. Dentro de todos os hotéis que nos hospedamos tinha caixa eletrônico de bancos grandes egípcios, então fica super fácil fazer o saque.

 

ENTENDENDO A GORJETA

dicas práticas do egito

No Egito (e acredito que em muitos países árabes) a prática da gorjeta é muito comum, extremamente comum. Ou seja, quando estiver fazendo sua estimativa de gastos para a viagem, inclua ao menos 10% do valor separado para as gorjetas.

Geralmente ela é dada em tudo: seja ao guia, que passará os dias com vocês, ao tiozinho que faz o passeio de dromedário, passando pelo motorista da van que te leva aos passeios e até alguns tiozinhos que ficam dentro dos monumentos onde a foto não é permitida (dando um dinheirinho à ele, “magicamente” você pode tirar fotos!). Não adianta, você não vai conseguir fugir do “baksheesh”, então vá preparado.

 

LEIA MAIS SOBRE O EGITO

Roteiro no Cairo – dia 1 | Roteiro no Cairo – dia 2 | Roteiro no Cairo – dia 3

 

AS VENDAS SECUNDÁRIAS

dicas práticas do egito

Assim que chegamos ao Egito, fomos recepcionados pelo responsável por nós durante a viagem, o Mostafa. Ele nos passou o cronograma atualizado, explicando onde e o que iríamos fazer em cada dia dos 14 que passamos lá. Os passeios e entradas aos lugares estavam todos pagos e inseridos no cronograma diário, maaaaas…todos os dias alguém tentava vender algum outro passeio pra gente. TODO DIA, muitas vezes por dia! 

Pelo que conversamos com outras pessoas, é uma prática comum por lá também. Os passeios eram dos mais variados – corrida de charrete pela cidade, show de luzes em alguns templos, passeio à algum outro templo, e por aí vai. Não se sinta obrigado à aceitar os passeios, mas saiba que eles serão bastante insistentes, irão falar algumas vezes sobre o item a ser vendido. Se você se interessar, vale barganhar um pouco o preço, ver o que vale a pena ser pago, pesquisar os valores na internet antes de fechar; se não for o caso, diga seu não com convicção e não tenha vergonha.

 

A FAMOSA NEGOCIAÇÃO

dicas práticas do egito

E aqui entramos em outro tópico: a barganha. Quando for comprar ou fechar qualquer coisa ou passeio no Egito (e na Turquia também!), nunca pague o valor inicial! Nunca mesmo! Aqui no Brasil nós não estamos acostumados a discutir muito o preço, então admito que nas primeiras vezes eu ficava com vergonha de pedir desconto ou fazer uma contra-proposta ao vendedor.

Mas lá é absurdamente comum, e já li em alguns lugares inclusive que os vendedores se sentem até ofendidos caso você não o faça. Então tire proveito disso e barganhe muito: seja ao comprar souvenires (mesmo que já sejam baratos ao seu ver), ao contratar passeios, ao comprar papiros originais. Pelo que eu me lembro, conseguimos desconto em absolutamente TUDO que compramos lá, então aproveite bem suas libras egípcias e faça valer 🙂

 

QUAL A MELHOR ÉPOCA 

dicas práticas do egito

No nosso caso especificamente só tínhamos o começo do ano disponível, por eu trabalhar com eventos. Mas no final das contas achamos essa uma ótima época para viajar pro Egito – o clima está ameno, o calor não é sufocante, como agora no meio do ano.

O que recomendamos imensamente é – evite os meses de verão, que são junhojulho agosto – as temperaturas chegam a mais de 45ºC, num clima muto seco e que dificulta muito os passeios. Podendo escolher, opte pelo inverno, que no Egito não é rigoroso – lá, inverno significa temperatura em torno de 17, 18 graus, olha que beleza! Conseguíamos passear de calça jeans/bermuda de sarja, camiseta levinha e tênis super de boa, sem suar demais, e à noitinha um casaquinho leve já salvava!

 

SEGURANÇA E ASSÉDIO

dicas práticas do egito

Esse é o maior motivo pelo qual as pessoas ainda têm medo e talvez até preconceito ao pensar em uma viagem ao Egito. Mas fomos surpreendidos de uma maneira maravilhosa: nos sentimos extremamente seguros lá! Em todos os hotéis, museus e shoppings há policiais, seguranças, detectores de metal. Não me senti ameaçada em nenhum dos dias em que ficamos lá.

Assédio tem sim. Isso é nítido. Achei que fosse sentir na Turquia também, mas pelo contrário, me senti super à vontade lá. Já no Egito, os olhares e gracinhas rolam soltos, mas é só você ignorar completamente, que tá tudo certo.

 

Curtiu nosso post com as dicas práticas do Egito? Conta pra gente o que achou!

 

AJUDE A MANTER O BLOG 🙂

Fazendo suas reservas através dos parceiros do blog você nos incentiva a continuar produzindo um conteúdo bacana, de qualidade e gratuito cada vez mais atualizado, sem ter qualquer custo extra por isso! Então, bora reservar? o/

 Hospedagem: R$50 de crédito no Booking.com e R$130 de crédito no AirBnB
Seguro Viagem: 5% de desconto no Seguros Promo, Mondial Seguros e Real Seguro
 Aluguel de carro sem IOF: RentCars
 Chip internacional 4G ilimitado: EasySim4u
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Passeios e ingressos: Get Your Guide

About

Sou carioca, tenho 30 anos e junto com meu marido Leandro já visitei 24 países e mais de 101 cidades. Trabalho com produção de eventos e tenho verdadeira paixão por viajar, conhecer novas culturas e compartilhar experiências!

You may also like

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *